Nós em Londres


Pérolas
Abril 6, 2008, 4:39 pm
Filed under: Uncategorized

“Some people are overly critical of themselves and become listless and unassertive as a result. … Rather than engaging in pointless self-flagellation, young people would do best just being what young people are: bold, audacious and gutsyand throwing themselves entirely into whatever the task at hand.”***

D.Ikeda

É daquelas coisas…eu devia ter isto tatuado algures no meu corpinho – corpinho este em constante crescimento para os lados à conta das batatinhas fritas ao lanche que ando a comer quase todos os dias.

Quando for grande quero ser “ bold, audacious and gutsy“.

R.

*** Tradução manhosa: “Algumas pesoas são demasiado auto-críticas e consequementemente tornam-se melancólicas e pouco assertivas  … Em vez de se envolverem em infrutífera auto-flagelação permanente, os jovens fariam melhor em ser exactamente aquilo que os jovens são: corajosos, audazes e valentes – e a empenharem-se inteiramente na qualquer tarefa que tiverem em mãos.” Daisaku Ikeda



procrastinação
Abril 2, 2008, 12:24 pm
Filed under: Uncategorized

Há respostas eternamente pendentes. Não se começam umas coisas porque falta acabar umas outras e o novelo adensa-se sem darmos por isso. Depois é mais dificil perceber-lhe as voltas, apanhar-lhe o jeito, criar nele novos dias com outras coisas para resolver.

Há para ali quatro frascos. Um azul um roxo um amarelo claro e um verde. E até podia ser uma metáfora de qualquer coisa, mas não. É cobalto a reagir com quatro controlos diferentes. E – depois de dois meses a rezar aos meus frasquinhos, sem resultados, sem motivação – adio para amanhã a desilusão mais que certa anunciada pelas cores. Ou adio talvez a festa – quem sabe – de me ver a mim própria errada, de ver as preces atendidas.

Cansa muito a frustração. A química cansa mais ainda.

Rita.